41

Virar as costas para si, deixando seu bem estar por último na fila de mil tarefas, é comum? Talvez você diga que não. Você vai a academia, ao salão, faz terapia, cuida da alimentação, dorme bem

Se esse é o seu caso, parabéns, você investe em cuidar de aspectos importantes para se viver bem!

Mas esse texto é sobre como você não percebe, mas está se deixando de fora da agenda, mesmo fazendo tudo isso

Aqui nas nossas mentorias de carreira e atendimentos terapêuticos, notamos um ponto comum a varias mulheres e alguns homens: para lidar com as responsabilidades profissionais, a solução é colocar toda a vida na agenda, inclusive os finais de semana, feriados e programas das férias

Até aí, tudo bem, tudo fica organizado!
Será?

O problema é que todos chegam num ponto em que se sentem sem espaço pra si mesmos, mesmo treinando todo dia, indo a terapia, ao salão, saindo com amigos, almoçando aos domingos com a família

Detalhe importante: de modo geral, as pessoas gostam do que programam!
Então, qual a questão?

🎯A vida não é uma agenda

Pra você estar na sua vida, presente, ela precisa ser viva (isso não é um jogo de palavras!)

Você precisa ter espaço pra surpreender a si mesma, pra perceber que quer ficar sozinha lendo ou fazendo o bom e produtivo NADA ou contemplando a natureza e conseguir fazer isso! (sem culpa)

Mas, como o bom hábito de cumprir os compromissos é forte, esse espaço aberto e de auto escuta não existe e você passa por cima de você…

Pensar que isso é besteira e que tem que colocar na agenda pra caber tudo vai te esmagar, com o passar do tempo

⚠️Atenção, a ideia não é abandonar a agenda

O convite é para se perceber, se incluir, se acolher, não deixando se engessar entre tantos compromissos

O convite é se perguntar se você está sendo contemplada

Para muitas pessoas a dificuldade está em ‘dizer não’ para alguém que ama, para alguém que não está muito bem ou para um compromisso que ‘tem que acontecer, não importa se você está mal’

Quantas vezes você passou por cima de suas necessidades e seguiu a agenda?

Esse comportamento é muito mais comum do que você imagina e percebemos os sintomas em nossos mentorings: preguiça de ir, irritação com a pessoa querida, enxaqueca ou outro desconforto físico no dia do compromisso, atrasos frequentes, discussão com alguém em casa antes de sair e por aí vai…

Algumas pessoas dizem que a sensação é de ter sido expulsa da própria vida, mesmo estando lá o tempo todo cumprindo todos os requisitos de boa saúde física, relação familiar, beleza e diversão…

Depois de ler esse texto dê uma parada para observar como está SEU espaço de qualidade na própria vida

Você pode se surpreender e ver que precisa agir diferente

Essa poderosa reflexão nos leva a uma pergunta mais profunda:
você tá fazendo da sua vida uma agenda?